Notas de Imprensa

Ciência e poesia comandaram vida e obra de Rómulo de Carvalho

Data: 02-08-2006; Páginas: 22
Fonte: As Beiras
S/Foto | PB

CENTENÁRIO

Ciência e poesia comandaram vida e obra de Rómulo de Carvalho

A CIÊNCIA E A POESIA tiveram a mesma importância na vida de Rómulo de Carvalho, mas foi com frases poéticas como "o sonho comanda a vida", criadas sob o pseudónimo António Gedeão, que se tornou mais conhecido.

Em declarações à Agência Lusa, familiares do autor garantiram que as duas áreas, aparentemente tão opostas, tiveram um peso equivalente na vida do autor, cujo centenário do nascimento será comemorado a 24 de Novembro deste ano.

O programa das comemorações foi recentemente apresentado à imprensa por uma comissão organizadora que reúne familiares, antigos alunos e amigos de Rómulo de Carvalho, homem multifacetado, historiador e divulgador da ciência, pedagogo e professor durante 40 anos - alguns dos quais em Coimbra, onde teve um papel de grande relevo no Museu de Física da Universidade -, falecido em 1997.

Frederico Gama Carvalho referiu à Lusa que o pai se dedicou com o mesmo entusiasmo e empenho à ciência e à poesia, mas foi com "frases poéticas simples e acessíveis" que ele se tornou mais conhecido no país.

"O trabalho na área da investigação científica e docência - disse - foram muito relevantes. Ele foi o primeiro, por exemplo, a escrever uma História do Ensino em Portugal, mas talvez o grande público desconheça estes aspectos da sua vida".

Depois de alguns compositores terem musicado alguns dos seus poemas, nomeadamente "Pedra Filosofal", a poesia de António Gedeão "começou a ser cantada por toda a gente". "O sonho comanda a vida é uma frase tão simples, mas tão bonita. Tocou profundamente as pessoas", comentou, procurando explicar o sucesso da canção.

No dia 24 de Novembro, data do aniversário de Rómulo de Carvalho, falecido em 1997, a Academia das Ciências de Lisboa presta-lhe uma homenagem numa sessão solene que contará com a presença de académicos das universidades de Lisboa, Porto, Coimbra e Évora.